Quem Somos

Como melhorar o SEO do meu site? Descubra aqui!

Quando se decide expandir o negócio para o digital, nem sempre há a especialização nas métricas ou nas técnicas para se destacar. Mas não tem problema, você pode aprender e melhorar, ou contratar alguém que saiba. 

Pensando nisso, resolvemos falar sobre como melhorar o SEO do seu site, com 13 dicas e estratégias para apostar no começo. Siga a leitura:

1. Otimize o conteúdo que já existe no seu site;                                  

Se já existem conteúdos nas páginas de seu site e no seu blog, é importante otimizá-los e garantir que todos sejam de alta qualidade, com informações relevantes, e que realmente ajudem o crawler (que, de forma resumida, é o “robozinho” do Google que faz a leitura e mapeamento de nosso site) a entender a sua página, tal qual um futuro leitor. 

No blog é a mesma coisa, evite conteúdos muito resumidos e enxugados, se debruce por 500 – 800 palavras. Esse passo é essencial porque uma das métricas do Google é referente à “thin content” (conteúdos finos/rasos), pode-se dizer que eles dão “pontos negativos” para seu domínio.

2. Zere a duplicidade e o plágio do seu site 

Páginas com conteúdos replicados ou plagiados são sempre negativos para um domínio. Se for possível, crie conteúdos novos e autênticos para todos — e cuidado, uma página pode ter até 30% de duplicidade com outras páginas de mesmo domínio.

Quanto a plágio, é melhor simplesmente não copiar e colar nada de lugar nenhum. O ideal é que você mesmo escreva os conteúdos. 

Em caso de páginas duplicadas para variações (como de cor nos produtos), basta colocar uma TAG cannonical, direcionando as variações para o mesmo modelo padrão, assim ele não conta como duplicidade e manda a autoridade para a mesma URL.

3. Estruture o conteúdo para featured snippets;

Existem duas formas de estruturar um conteúdo buscando um snippet. Em primeiro lugar, um featured snippet é aquele trecho que aparece logo que você pesquisa algo, respondendo à dúvida. Ele é chamado de resultado zero.

A primeira forma é respondendo de cara a pergunta, por exemplo, para  “SEO” você já deve ir direto para “SEO é uma sigla para Search Engine Optimization e se refere a estratégias de otimização dos motores de busca, para fazer com que o seu site fique no topo das pesquisas orgânicas”.

Assim é possível conseguir um ranqueamento zero por meio de uma resposta direta.

Outra forma é fazendo tópicos em formato de lista por meio de headings. Ou seja, se o seu conteúdo é um passo a passo, uma lista de dicas ou outro modelo semelhante, coloque cada uma das etapas da lista como um heading. Assim, ele pode ranquear tal qual o exemplo abaixo:

4. Use palavras-chave de baixa concorrência;

A concorrência de uma palavra (KD) não é referente ao seu volume de busca. Existem palavras com baixíssimas buscas mensais, mas um KD altíssimo, enquanto outras têm buscas altas e dificuldade baixa. Depende de quantas pessoas estão lutando por ela e quanta autoridade elas têm.

Por isso, quando for procurar uma palavra-chave para sua página, além de se atentar se a intenção de busca e a página combinam entre si, precisa também buscar opções com menos dificuldade de ranqueamento. 

5. Obtenha backlinks de sites com autoridade;

Não tem nada de errado em prospectar backlinks, errado é hackear sites para colocar as linkagens ou sair comprando espaço em vários domínios ao mesmo tempo. 

Conte com um especialista SEO em sua equipe ou com uma agência parceira para calcular a melhor periodicidade de geração de backlinks para sua estratégia.

Os sites vão te garantir um pouco de autoridade por meio da linkagem, o que vai te ajudar a ranquear melhor para as palavras-chave.

6. Acompanhe o Google Analytics;

Quando você começa o trackeamento de seu site pelo GA, é possível conferir quantidade de conversões, o faturamento, os acessos e muito mais. Por isso, é essencial estar sempre de olho para saber como tem sido o desempenho. 

É sabendo como anda o seu site, que você poderá fazer testes de estratégias e entender o que funciona melhor para o seu ramo. Inclusive, é essencial se inteirar de alguns dados essenciais do seu negócio no Google Analytics

7. Garanta a compatibilidade do seu site com dispositivos móveis;

Além de ser um fator considerado primordial para ranqueamento nos motores de busca, também é de extrema importância para a experiência do usuário que o site seja responsivo e se adeque a versão mobile. 

Isso propicia também uma diminuição na taxa de rejeição, considerando que atualmente a maioria das pessoas utiliza seus dispositivos móveis para acessar o site pelo menos uma vez.

Para isso, ou o site já deve vir de programação com uma responsividade adequada, ou você precisará criar uma versão mobile para oferecer ao usuário.

8. Melhore a velocidade do site;

Existem algumas formas de melhorar a velocidade do site, as principais são:

  • Evitar mudanças bruscas de layout;
  • Garantir que seu site tenha apenas os códigos necessários, caso contrário eliminar JS (JavaScript) ou CSS (Cascading Style Sheets) não utilizados para melhor carregamento;
  • Otimizar peso e formato das imagens;
  • Aplicar lazy load permitindo que a página carregue conforme o usuário for visualizando a mesma, o que otimizará a velocidade de carregamento dos principais elementos.

Se você está sentindo que tá ficando meio complicado para fazer tudo sozinho, há a opção de contratar uma agência especializada para te ajudar nessa jornada. Aqui na The Digital Eden, a sua empresa é nossa parceira, e trabalhamos juntos para plantar os melhores resultados, venha conhecer!

9. Melhore seu SEO local;

O SEO local também é muito importante, afinal, além de aproveitar palavras com (possivelmente) menos dificuldade de ranqueamento, você consegue se tornar mais reconhecido e estável na sua região. Para isso, basta escrever conteúdos ou criar páginas que tenham a região marcada, por exemplo “loja de roupa em São Paulo”.

10. Use links internos com anchor-text otimizado

Os links internos ajudam a distribuir a autoridade das páginas entre si. Então, se você tem um post com ótimo tráfego, link páginas muito importantes para você, que também precisam aumentar os acessos. Dessa forma, você consegue levar outras páginas no fluxo.

Além disso, também são essenciais paa manter o usuário em seu domínio, em especial quando você consegue fazer um fluxo lógico entre conteúdos. 

Por exemplo, no post topo de funil, você precisa linkar o meio, no post meio, precisa linkar o fundo e, no fundo, linkar uma página de seu site, assim, tem chance do seu usuário seguir naturalmente até uma possível compra.

Os anchor-text são os textos azuis que ficam “segurando” o link, eles precisam ser muito claros sobre que há lá, para evitar rejeição do usuário e para que o robô do Google possa entender a linkagem. Ou seja, nada de colocar no “clique aqui”, hein!?

Está confuso sobre essa leitura do robô? Temos um conteúdo falando apenas da leitura do Google e como ela funciona, confira!

11. Tenha URLs amigáveis

As URLS amigáveis são aquelas curtas e objetivas, por exemplo “www.dominio.com.br/blog/como-melhorar-o-seo-do-meu-site”, a pessoa consegue de imediato saber o que será abordado nela.

Agora, “www.dominio.com.br/1CH_ptBR68R80&pd” não dá para dizer o que terá no conteúdo. Isso inclusive é fator de ranqueamento do Google, já que ele preza pela acessibilidade dos conteúdos para o usuário, assim como prejudica o entendimento do robô sobre a hierarquização das páginas. 

Então, ajuste as URLs que estão não-amigáveis.

12. Otimize as SERPs

As SERPs são aquele resuminho que aparece no Google quando você pesquisa algo, tendo um título e um mini-texto abaixo. Eles são essenciais pois são o primeiro contato do usuário com sua página, tal como o fator de clique (já que é ele que puxa o gancho do clique do usuário).

Sempre mantenha os títulos entre 42 e 60 caracteres ou entre 140 e 600 pixels, enquanto a descrição deve ser entre 130 e 150 caracteres ou 600 e 960 pixels.

13. Solicite a indexação das URLs no Google Search Console

Por fim, sempre que lançar uma URL nova, seja de blog ou do site, jogue ela no GSC, na barrinha lá no topo, e solicite a indexação da página. Assim, o Google possivelmente vai rastreá-la mais cedo e indexá-la antes do período médio.

Agora nos conte, o que achou de nossas dicas de como melhorar o SEO do seu site? Esperamos ter te ajudado da melhor forma, mas, se ainda precisar de uma orientação, busque conhecer mais sobre nosso trabalho. Até a próxima!

Endereço

Centro Empresarial Jose Barão – R. Princesa Isabel, 138 – Sala 104 – Zona 04, Maringá – PR, 87014-090